inter

ação

Nosso grupo é formado por pesquisadores nas áreas do Design e da Comunicação e projeta mapas com traços comportamentais; personas e cenários; rubricas de hábitos da comunicação usuária; e guidelines para orientação de marcas e de produtos digitais.

O Observatório desenvolve análises de comportamento de usuários, ou consumidores, especialmente daqueles classificados como nativos digitais, por meio de suas experiências virtuais interativas – sejam elas com jogos, marcas, entretenimento audiovisual ou meios arquivísticos.

OBSERVATÓRIO DE EXPERIÊNCIA DIGITAL

pesquisas
e temas

O mundo reage ao contágio das novas tecnologias móveis e populações de todo o planeta estão suscetíveis a adotar essas novas tecnologias. Entre milhares de pessoas, as que melhor se adaptam aos modelos conectados em redes digitais são os nativos digitais. Aqueles que nasceram com o momento em que a internet se popularizou, que cresceram com jogos eletrônicos e conectados a redes sociais.

A experiência com a internet é naturalizada e fluida – dista em muito das gerações antecessoras. Acerca dos nativos digitais estão centralizadas nossas pesquisas. Como interagem, como compartilham, como consomem e como classificam suas experiências apontam caminhos para cenários futuros e o legado da primeira era das tecnologias digitais. Seguem abaixo algumas pesquisas.

leitura dinâmica

Conheça abaixo alguns apontamentos de nossas pesquisas. Aqui estão algumas pílulas, reunindo um pouco dos achados de todos os estudos já produzidos.

 

 Todos os dias, numa cidade como o Rio de Janeiro, somos expostos a mais de 20 mil mensagens publicitárias. As pessoas passam, em média, 135 minutos em redes sociais todos os dias 53% das pessoas continuariam usando as redes sociais mesmo que não fossem mais úteis. 73% das pessoas acreditam que artigos baseados em dados são mais confiáveis. 

50% das pessoas com até 45 anos usam a rede social para descobrir novos produtos. As pessoas que melhor se adaptam aos modelos conectados em redes digitais são os nativos digitais. Nativos Digitais, aqueles que nasceram após 1980 e convivem com a conexão em tempo integral de modo naturalizado.

construção do conceito de design de interação (em breve)

 

nossos 

pesquisadores

eduardo
ARIEL
Diretor acadêmico, pesquisador, mentor do Think Tank e do Híbrida.  Coordenador do projeto Forno. Professor nos cursos de mestrado profissional, especialização e graduação na ESPM Rio.

Pós-doutor em Ciência da Informação pelo Ibicti e doutor em Design pela PUC-Rio. Pesquisa o conceito de Design de Interação e seus desdobramentos para às áreas do Design, da Comunicação e do Marketing. Também contempla as relações contemporâneas entre usuários, informação e tecnologia. Tem experiência na área de Desenho Industrial e Direção de Arte, com ênfase Design de Interfaces, UX e Interação Humano-Computador (IHC).

ana
ERTHAL
Coordenadora do Núcleo de Pesquisas ESPM RIO e líder acadêmica do Think Tank

Pós-doutoranda na UFRJ. Doutora pela UERJ. Professora da graduação e pós da ESPM Rio. Pesquisadora Associada ao MediaLab ESPM SP e ao Lab3i ESPM RJ. Foi Coordenadora do Núcleo de Design de Interação e Games. Foi consultora para a Oi, Fundação Roberto Marinho e SulAmérica Seguros. Áreas de interesse: branding, comunicação multissensorial, inovação em tecnologias da comunicação, games, tecnologias interativas, experiências digitais de marcas.

fabiano
RAMOS
Líder do projeto Forno, membro do Núcleo Híbrida, pesquisador e professor da ESPM

Mestre pelo PPGCOM da ECO/UFRJ na linha de pesquisa Mídia e Mediações Socioculturais, Especialista em Comunicação com o Mercado pela ESPM-RJ. Graduado em Comunicação Social, habilitação em Produção Editorial, pela ECO/UFRJ. Exerce a função de docente na ESPM Rio. Como Produtor editorial, atende a clientes como a Vale, FIRJAN/SENAI, Ediouro, Marlene Mattos Produções, dentre outros. Além disso, desenvolve projetos autorais como ilustrador e músico.

giovani
MARANGONI
Coordenador adjunto da Graduação de Comunicação Social, professor, pesquisador, orientador do Núcleo Vogal e pesquisador ESPM RIO

Possui graduação em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1991), com especialização em publicidade e propaganda; MBA em Gestão de Marketing pela ESPM é Mestre em Administração pelo IBMEC Rio e Doutorando em comunicação pela PUC Rio. Fundador e diretor de uma agência de propaganda, das qual é acionista e executivo desde 1997: Elipse Comunicação de Marketing.

marcello
ROSAURO
Pesquisadora ESPM e líder do núcleo Híbrida.

Possui graduação em Desenho Industrial pelo Centro Universitário da Cidade. Pós-graduação latu-senso em Mídias Digitais interativas pelo SENAC. Mestrando em Design de Interface para EAD na PUC-Rio. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Programação Visual, Design de Interfaces, Tipografia e Infografismo. Com 30 anos de experiência no mercado de design, possui profundo conhecimento das ferramentas de desenvolvimento de projeto.

vera
LOPES
Pesquisadora da ESPM

Graduação em Desenho Industrial pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2000). Graduação em Pedagogia Pela Universidade do Estado de Rio de Janeiro, modalidade a distância. Mestrado e Doutorado em Design pela PUC-Rio. Experiência na área de Desenho Industrial, com ênfase em programação visual, atuando principalmente nos seguintes temas:design gráfico de material impresso; informação ao paciente, ensino, ensino de design.

karine
KARAM
Pesquisadora ESPM e  membro do núcleo de pesquisa.

Possui graduação em Estatística pela UERJ (1998), mestrado em Administração de Empresas (2006) e Doutorado em Comunicação (2019) pela PUC-Rio. Fez cursos de extensão em Gestão Estratégica de Clientes pelo Coppead (2006) e Antropologia do Consumo (2008) também no Coppead. Atualmente é pesquisador, professor e orientador da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) . Tem experiência na área de Marketing, especialmente no estudo do comportamento do consumidor usando metodologias quantitativas e qualitativas de pesquisa de mercado.

priscilla
MENEZES
Pesquisadora e membro do Think Tank ESPM

Doutora e mestre em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), na linha Direito da Empresa e Atividades Econômicas. Pós graduada em Direito Empresarial pela Universidade Cândido Mendes (UCAM). Bacharel em Direito pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Membro do Conselho Nacional de Pesquisa e Pós Graduação em Direito (CONPEDI) e da Associação Internacional de Direito & Tecnologia (ITechLaw). Hoje atua como advogada e consultora nas áreas de Direito Empresarial, Inovação e Entretenimento. Hoje pesquisa questões  jurídicas e econômicas relacionadas à tecnologia blockchain e criptoativos.

Ana Erthal

Digital Brand Experience: sensações, expressões e percepções dos nativos digitais

A pesquisa explora as relações de brand experience por nativos digitais em ambientes online com objetivo de propor escalas ou indicadores de experiências digitais.

 

Segue a tese de Brakus, Schmitt e Zarantonello que apresentaram uma análise conceitual e uma escala para brand experience.  Pretende compreender as relações da geração intimamente vinculada a atividades e aparatos digitais com as marcas presentes em ambientes virtuais.

Eduardo Ariel

Design de interação: avaliação do conceito de experiência para nativos digitais durante o uso de produtos em bolhas de marcas digitais.

A pesquisa visa compreender o sentido de interação, por meio da experiência digital em bolhas  com marcas que implicam em um ecossistema de produtos. 

 

Os nativos digitais são os sujeitos principais, tendo em vista que o mercado consumidor tende a direcionar seus esforços para tal perfil. Tal decisão parece ser justificável pelo tempo de permanência que esses jovens ficam conectados, bem como os comportamentos que eles apresentam durante o uso de dispositivos tecnológicos.

Fabiano Ramos

O Portfólio do Nativo digital: Indicador de Educação Projetual e Criativa e Produto de Comunicação do Conhecimento Profissional.

Como os nativos digitais, estudantes, do último período dos cursos de graduação em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda e Design, armazenam, conectam e compartilham as evidências (textos, imagens, vídeos, blogs, sites, etc.) das atividades projetuais e criativas realizadas ao longo do processo de formação profissional?

 

Por fim, a pesquisa pretende abordar a dupla importância do Portfólio dos nativos digitais para indicar níveis de educação projetual e criativa e comunicar conhecimento.

Giovanni Marangoni

Nativos digitais e comportamento de consumo de conteúdos audiovisuais na era do brodcast  por web difusão.

Estamos no meio de grande revolução nas regras e lógicas dos meios de comunicação de massa. Desde o jornal, os meios de comunicação vêm aparecendo, evoluindo, aglutinando características de seus antecessores e tornando-os obsoletos em alguma dimensão.

 

O surgimento e amadurecimento da internet, no entanto, tem mexido de forma violenta e definitiva em todos os meios de comunicação de massa. Há um hibridismo tácito em curso nas formas de apresentação dos conteúdos de todos eles...

pesquisas

publicações

Contextos e Pesquisas

 

Contextos e Pesquisas é uma coleção de coletâneas e textos monográficos gerados a partir de reflexões e pesquisas oriundas de vários campos do conhecimento, tais como: Ciências Sociais, Comunicação, Design, Economia Criativa, Gestão, Marketing e Relações Internacionais. 

 

A coleção privilegia tanto trabalhos específicos de cada área, como trabalhos que dialoguem e transitem na interseção dessas e de outras áreas do saber.

Interfaces com o design de interação

Eduardo Ariel de Souza Teixeira (Org.)

Resumo: Material rico, plural e original sobre o design de interação e suas interfaces com outras áreas do conhecimento.

 

Número de páginas: 296

 

ISBN: 978-85-7650-523-5

 

Edição: 

 

Ano: 2016

Editora:E-Papers

Economia Criativa

Eduardo Ariel de Souza Teixeira  e Sílvia Borges (orgs.)

 

Resumo: O conceito de Economia Criativa abrange a aplicação de ideias, imaginação, criatividade e inovação a quaisquer segmentos da economia, ou seja, a qualquer atividade humana que contemple produção, propagação, consumo, experiência e formação de identidade. O livro destaca, por meio de um olhar amplo...

 

Número de páginas: 152

 

ISBN: 978-85-7650-477-1

 

Edição: 1° 

 

Ano: 2015

Editora: E-Papers

Outras publicações

 

Os membros do Think Rio produzem livros decorrentes de parcerias com outros colegas profissionais ou decorrentes de produtos de pesquisas.

Design de Interação

Eduardo Ariel de Souza Teixeira

Resumo: O livro remete ao projeto de Design da Informação e da Interação, com ênfase no elemento humano. Assim, referencia-se ao usuário. O conteúdo é fruto de mais quinze anos trabalhando e pensando os desdobramentos do projeto interativo para a sociedade.

Número de páginas: 208

 

ISBN: 978-85-6603-166-9

 

Edição: 1° 

 

Ano: 2014

Editora: 5W editora

 

colaboradores
de pesquisa

adriana
CHAMMAS
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
Pesquisadora Convidada

Doutora e Mestre em Design pela PUC-Rio na linha de pesquisa Ergonomia e Usabilidade de Sistemas Informacionais.  Graduada em Design na ESPM - RJ, com ênfase em Marketing. Desenvolvedora global do Google - Expert em UX.

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
helena
Rodrigues
Pesquisadora Convidada

Mestre em Economia Criativa pela ESPM na linha de pesquisa Design de Experiência. Pós-graduada em ErgoDesign de Interfaces pela PUC-Rio. Graduada em Design na ESPM - RJ, com ênfase em Marketing. Gerente projetos na Toro Investimentos. 

luiz
EDUARDO
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
Pesquisador Convidado

Mestre em Econonmia Criativa pela ESPM na linha de pesquisa Design de Experiência.  Pós-graduado em  Design e Marketing Digital pela ESPM. Graduado em Design na ESPM - RJ, com ênfase em Marketing. Professor da Pós-Graduação da  ESPM. Design Sênior na empresa Descomplica. 

 
 
 

Local

Horário de funcionamento

De segunda à sexta, das 14 às 18h.

Endereço completo
Núcleo de pesquisa
Rua do Rosário 111.
Centro. Rio de Janeiro

© 2019 pelos pesquisadores do observatório de experiência digital.

Newsletter

 
3cdf02_d9a7e81fafbb4f8f87dc7c742279d12b~
Screenshot 2020-04-26 16.57.40.png